O que um eletricista não deve jamais cometer, segundo a NR10

 

Profissionais atuantes na área elétrica, já são familiarizados com a NR10, Norma Regulamentadora que estabelece todas as regras que asseguram a integridade física do profissional e também a garantia de um serviço bem feito, sem riscos e problemas tanto para os usuários como a empresa instaladora.

A NR10 possui várias regras e neste artigo, vamos elencar alguns dos erros que eletricistas jamais devem cometer em serviço, segundo a NR10, para garantir a segurança e tranquilidade de seu trabalho.

Não saber as regras da NR10

Todo eletricista qualificado, precisa saber por completo o manual da Norma Regulamentadora 10. A NR 10 garante a Segurança em serviços e instalações elétricas, dando condições mínimas de segurança para o trabalhador tanto indireto como o trabalhador indireto.

É obrigação da empresa e também do profissional, conhecer a NR10 em sua totalidade, usando os equipamentos obrigatórios e necessários, usando as ferramentas corretas e manuseando tudo de forma defensiva e responsável. Não conhecer a NR10 é colocar a vida do trabalhador em risco, assim como um serviço elétrico de baixa qualidade.

Não ler manuais de equipamentos elétricos

Todos os equipamentos elétricos vem com manuais que explicam o seu uso, a forma de instalar e como deve ser a manutenção e cuidados. O problema nesse caso é quando o profissional eletricista não lê esses manuais, crendo somente em sua experiência e conhecimento.

Por mais qualificado e treinado que seja, assim como independente da experiência que possui, o eletricista tem a obrigação de ler os manuais de equipamentos elétricos, pois estes podem ter modificações de um modelo para outro, e principalmente quando se fala em equipamentos similares, é fundamental que haja conhecimento básico da marca e das atribuições, para evitar problemas na instalação e no uso futuro.

Manusear equipamentos de forma insegura

Mãos trêmulas, não segurar uma ferramenta com firmeza e não usar equipamentos de segurança como luvas e óculos, podem ser erros que não sejam possíveis de reparar. É imprescindível que o profissional eletricista manuseie qualquer dispositivo ou equipamento elétrico de forma responsável e segura, de modo que não coloque a própria vida em risco.

Observar se a caixa de luz está devidamente desligada e fazer testes, garantem que apenas confiar em uma lâmpada aparentemente apagada por exemplo, não seja a razão de um acidente grave ou fatal. É necessário observar quantas vezes for necessário, todas as formas de garantir a própria segurança.

Seguir a ordem de serviço

Todo eletricista tem uma relação de ordens de serviços prestadas e portanto, deve levá-las a sério e seguir rigorosamente suas posições. Ou seja, fazer o serviço A no lugar do C, pode causar confusões e comprometer todo o trabalho. É primordial que o profissional tenha conhecimento e seja disciplinado nesse aspecto para evitar transtornos.

Analise os problemas antes de encará-los sem atenção

Ao chegar na raiz de um problema elétrico, é preciso analisar como aconteceu o fato antes de começar o trabalho. Muitos eletricistas tendem a querer corrigir as falhas elétricas, apenas pela intuição ou de uma olhada rápida, mas muitos desses problemas podem ser maiores do que o esperado. Analise, encontre os problemas e avalie como eles deverão ser resolvidos, para só depois resolvê-los realmente.

Não ser profissional qualificado

Para profissionais que trabalham com eletricidade, é fundamental que tenham qualificação, pois precisam entender como funciona a corrente elétrica, a força e poder da eletricidade e saber como usar ferramentas e equipamentos de segurança, além dos produtos elétricos.

A NR10 estabelece que eletricistas sejam certificados e por isso indica cursos online gratuitos  de NR 10, como ótimas formas de obter conhecimento básico e de qualidade, para começar a trabalhar na área e galgar novas atribuições e se tornar um profissional completo na área.